Patrono

 

António José de Oliveira Júnior (1864-1935)

 

António José de Oliveira Júnior (1864-1935) nasceu a 17-4-1864, em S. João da Madeira. (…) Começou a vida como modesto aprendiz de chapeleiro, numa pequena fábrica de seu pai. Ansioso de saber e elevar-se, dedica-se ao estudo do movimento operário da época, em grande ebulição revolucionária. (…)

Bem apetrechado nos conhecimentos de sua arte e com desejo irresistível de triunfar, consegue estabelecer-se aqui com uma modesta fábrica de chapelaria de sociedade com Álvaro Pardal, seu velho companheiro de trabalho.

Começou pelos fundamentos e conseguiu rasgar novos e vastos horizontes à indústria, introduzindo entre nós a indústria de chapéu de feltro, com a primeira máquina a vapor. As demais fábricas seguiram-lhe o exemplo e o centro fabril de S. João da Madeira dilatou-se e desenvolveu-se extraordinariamente.

Por fim, funda e ergue desde os alicerces esse monumento fabril que ali se ostenta à entrada da cidade e que é bem o retrato do Homem que o fez.

Cidadão prestantíssimo, foi um grande exemplo de tenacidade, trabalho e honra, agraciado pelo Governo, em 1930, com comenda de mérito e benemerência. No aspeto moral, verdadeiro apóstolo da caridade que consagrou a vida aos desprotegidos da sorte, como provedor da misericórdia local.

Foi um lutador, um patriota e benemérito da sua terra, militando na política, como vereador na câmara de Oliveira de Azeméis, pela independência  e progresso económico de S. João da Madeira.

Veio a falecer em 28-1-1935 e a ser homenageado com uma artéria principal da terra e com busto, à entrada do Hospital.

 

In  Fernandes, M. António (1996). São João da Madeira Cidade do Trabalho.  Edição da Câmara Municipal de S. João da Madeira. Pag. 191-192